A Bandeira da África do Sul

Bandeira da África do Sul

A atual bandeira da África do Sul começou a ser utilizada em 27 de abril de 1994, marcando assim o início das eleições gerais daquele país, ela substituiu a utilizada até aquele momento que estava em uso desde 1928.

A bandeira inaugurada em 27 de abril de 1994 havia sido desenhada em março daquele mesmo ano por Sr. Fred Brownell. O conjunto de cores utilizada no símbolo existe diferentes significados dentro do país, não tendo assim uma simbologia universal em relação as cores da bandeira.

Até 1994 as bandeiras e símbolos utilizados da África do Sul tinha uma grande influência de colonizadores europeus. A bandeira oficializada em 31 de maio de 1928 tinha grandes traços holandeses.

Na ocasião vários desenhos foram apresentados para se tornar a bandeira oficial, mas o comitê encarregado da seleção não conseguiu chegar a um consenso. Mas o desenho de Herald Frederick G. Brownell foi pré-selecionado para utilização nas eleições de 27 de abril, onde marcava uma nova história para o país. A eleição foi a mais inclusiva até aquele momento. A bandeira também estava presente na posse do então eleito presidente Nelson Mandela em 10 de maio de 1994.

A figura foi tão aceita que logo depois foi considerada a bandeira oficial. Um dos grandes temores do momento histórico era a não aceitação do símbolo pelos negros e assim o país ter duas bandeiras, a recém desenhada aceita pela minoria branca e a antiga sendo representação da maioria negra. Mas esse temor não se concretizou, pois a bandeira se tornou um símbolo de compromisso e inclusão de ambas as partes.

O desenho de Brownell tem como destaque um formato de Y simbolizando a “convergência de caminhos… fundindo a história e as realidades políticas presentes” em uma determinação comum de criar um futuro unido e próspero. Alguns também considera como um formato de “V” e convergindo para uma faixa única, ou seja, as diversas separações de povos se tornado apenas em uma nação forte e unida.

O simbolismo das cores se tornou inviável devido a diversas interpretações pessoais e de diferentes grupos. Mas possuindo cores marcantes, a nação, mesmo interpretando de formas diferente, se sente representada pelas cores.

Quando a bandeira é exibida verticalmente contra uma parede, a faixa vermelha deve estar à esquerda do visualizador com a talha ou a costura do cordão na parte superior. Quando exibido horizontalmente, a talha deve ficar à esquerda do visualizador e a faixa vermelha na parte superior. Quando a bandeira é exibida ao lado ou atrás do orador em uma reunião, ela deve ser colocada à direita do orador. Quando for colocado em outro lugar no local da reunião, deve estar à direita da audiência.

A nova bandeira é única na combinação de seis cores; bandeiras tradicionais tinham duas ou três cores, e algumas bandeiras modernas quatro ou cinco cores. As cores da bandeira podem estar relacionadas a vários grupos – vermelho-branco-azul para ingleses e africânderes, verde para muçulmanos, preto-verde-amarelo para apoiadores do ANC, vermelho-branco-preto-verde-amarelo para zulus e assim por diante. Intencionalmente, no entanto, e em contraste com a maioria das outras bandeiras nacionais modernas, o novo design para a África do Sul evita explicitamente qualquer associação simbólica específica para as cores, pois isso foi considerado “pisar em terreno perigoso”. A bandeira, pretendida como temporária, foi confirmada pela Constituição de 1996 como permanente, com base no esmagador apoio popular que conquistou e no espírito otimista dos sul-africanos em relação ao futuro nacional.

Cores Oficiais da bandeira África do Sul

CorCor têxtilRGB
VerdeCKS 42 c Spectrum verde#007749
PretoCKS 401 c Azul preto#000000
BrancoCKS 701 c Bandeira nacional branca#FFFFFF
OuroCKS 724 c Amarelo ouro#FFB81C
vermelhoCKS 750 c Pimenta vermelha#E03C31
AzulCKS 762 c Bandeira nacional azul#001489
Cores da Bandeira da África do Sul