Salmo 125 Explicação

Salmo 125 Explicação

Vamos ver a Explicação de Salmo 125 segundo algumas bíblias de estudos e enciclopédia.

Salmos 125:

1: Os que confiam no SENHOR serão como o monte Sião, que não se abala, mas permanece para sempre.

2: Como estão os montes à roda de Jerusalém, assim o SENHOR está em volta do seu povo, desde agora e para sempre.

3: Porque o cetro da impiedade não permanecerá sobre a sorte dos justos, para que o justo não estenda as mãos à iniquidade.

4: Faze bem, ó SENHOR, aos bons e aos que são retos de coração.

5: Quanto àqueles que se desviam para os seus caminhos tortuosos, levá-los-á o SENHOR com os que praticam a maldade; paz haverá sobre Israel.

Explicação do Salmo 125

Bíblia de Estudo da Mulher:

Salmo 125.1-5 O monte Sião, que não se abala nem se move, sobre o qual o templo foi construído representa a ajuda, a proteção e as bênçãos de Deus – Os privilégios pertencendo àqueles que têm um relacionamento com Deus fundamentado no concerto com Ele. Os montes, em geral, simbolizam estabilidade e segurança. O cetro da impiedade isto é, o poder daqueles que se opõem a Deus e a injustiça que caracteriza o tratamento do povo de Deus é apenas temporário. Aqueles que escolhem os caminhos retos e corretos contrastam com os que escolhem os caminhos tortuosos e se desviam do caminho de Deus. Essas pessoas colherão por fim o julgamento de Deus e experimentarão a separação do Senhor.

Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal

125.1 – Você conhece pessoas que são influenciadas por qualquer moda ou ideia passageira? Elas são instáveis, por esta razão, não são confiáveis. O segredo da estabilidade é confiar em Deus, porque Ele nunca muda e não pode ser abalado pelas Mudanças que ocorrem em nosso mundo. O Senhor é imutável e permanecerá para sempre, mas as modas, as ideias e nosso mundo não.

125.3-Embora o salmista tenha escrito: “O cetro da impiedade não permanecerá sobre a sorte dos justos”, Israel frequentemente teve de tolerar governantes ímpios. O salmista expressou o que acontecerá no fim, quando Deus executar o seu juízo. O pecado frequentemente destrói o ideal de Deus, mas isto não significa que Ele tenha perdido o controle. A impiedade só prevalecerá enquanto Deus permitir.

Comentário Bíblico de Matthew Henry

Vv. 1-3. Todos os que têm a sua mente em verdadeira paz são aqueles cujo pensamento persevera em Deus, serão como o monte Sião, firmes deste modo; uma montanha apoiada pela providência de Deus, muito mais como um santo monte sustentado pela promessa. Não podem ter a sua confiança em Deus removida, e habitarão para sempre nesta graça, que são as primícias de sua continuação eterna em glória. 

Consagrados a Deus, estarão a salvo dos seus inimigos. Até as montanhas podem tornar-se pó e chegarem a ser nada, e as rochas serem eliminadas; porém, o pacto de Deus com o seu povo não pode ser rompido, nem o seu cuidado para com ele poderá cessar. Os seus problemas não durarão mais do que a fortaleza que o sustém debaixo de si. 

A vara do ímpio pode chegar até a cair sobre o justo, seu património, liberdade, família, nome, e sobre qualquer coisa que faça parte de seus bens; somente não tem o poder de chegar à sua alma. E ainda que possa vir sobre a sorte dele, não permanecerá aí. O Senhor fará com que todas as coisas cooperem juntamente para o bem dele. O ímpio será apenas usado como uma vara corretora, e não como uma espada destruidora; mesmo esta vara não permanecerá sobre o povo de Deus, para que não perca a sua confiança na promessa e pense que ti Senhor Deus o rejeitou.

Vv. 4 e 5. As promessas de Deus devem dar vida às nossas orações. O caminho da santidade é reto; não há nele voltas e nem alterações. Porém, os caminhos dos pecadores são tortuosos. Eles mudam de um propósito a outro, e dão voltas daqui para acolá com o objetivo de enganar; porém, a decepção e a desgraça cairão sobre eles. Os que se apegam fortemente aos caminhos do Senhor nosso Deus, ainda que possam enfrentar problemas ao longo da jornada, ao final terão paz. A intercessão do Senhor Jesus Cristo em seu favor, assegura-lhes o poder que lhes sustenta, e a graça do seu Deus que os preserva. Senhor, contenos com eles no tempo e na eternidade.